Comunhão com o povo de Brumadinho
(29/01/2019)

Nossa Família da Entidade Mulheres em movimento estende sintonia aos nossos irmãos de Brumadinho para que sinta a força ,consolo ,serenidade que enviamos através dessas palavras:
Volto os olhos para ti, Senhora da Piedade, e vejo tua dor com o Filho morto nos braços. Desde aquela sexta-feira, és a fonte de consolação para os que sofrem, para os que gemem, para os que nada têm e tudo perderam. É por isso que a gente de Minas te escolheu como padroeira: sabendo sofrer, sabes consolar.

Senhora da Piedade, moras no alto da serra, portanto estás mais perto de Deus que nós. A ti recorremos, neste vale de lágrimas e lama, suplicando pelas tuas súplicas, pois as nossas vozes, marcadas pelo pecado, são muito fracas para chegar ao Altíssimo.

Senhora da Piedade, aqueles que edificaram tua capela também conheceram o sofrimento, a angústia e a morte. Que a tua presença fortaleça os que agora procuram aliviar o padecimento de teus filhos. Sê para os que ajudam os olhos, os ouvidos, a boca e principalmente o coração. Que com a piedade venha o temor de Deus, e com o temor de Deus a fortaleza, e com a fortaleza o conselho, e com o conselho a ciência, e com a ciência o entendimento, e com o entendimento a sabedoria.

Senhora da Piedade, desfaz as brumas para que todos conheçam a verdade. Não permitas que se escondam as raízes do mal. Descortina, Mãe, a ganância, a covardia, a negligência e o despreparo. Que as causas da tragédia sejam por todos conhecidas, sem nenhum engano.

Senhora da Piedade, que tomaste o Senhor morto nos braços, ampara as mães que perderam os filhos, os filhos que perderam as mães, os pais que procuram seus rebentos, os rebentos que procuram seus pais, os irmãos separados dos irmãos. Torna-nos, ó Mãe, uma só família, como se a casa de cada um estivesse agora coberta pela lama.

Senhora da Piedade, lembra-te agora de todos os mineiros que um dia desbravaram o solo, evangelizaram as crianças, construíram as moradas, lutaram pela liberdade. Quando estiveste no Templo, Simeão disse: "Uma espada traspassará teu coração". Hoje há uma espada, uma espada de ferro e lama, no coração do povo mineiro. Mostra a eles que depois da sexta-feira da dor há sempre o domingo da ressurreição.

Senhora da Piedade, não nos deixes esquecer que em Deus a misericórdia é tão perfeita e infinita quando a justiça. Que os causadores do mal sejam punidos, um a um, segundo a medida de suas culpas. Piedade é afeição, mas também é dever. E o nosso dever é limpar esse mar de lama. Senhora da Piedade, desfaz as brumas de Brumadinho!


Versão para impressão
    Sobre o autor
Rigoberta Ye´pario Mota Duarte

Irmã Catequista Franciscana.
Outros artigos

  » O que é uma Economia Solidária?
  » Comunhão com o povo de Brumadinho
  » NOTA DA CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS CATEQUISTAS FRANCISCANAS
  » Confie Sempre
  » Sementes de ontem, frutos de hoje, Sementes de hoje, frutos de amanhã!
  » Só de Sacanagem
  » Eleições 2018:Compromisso e Esperança
  » Economia Solidária como alternativa e crítica ao capitalismo
  » Os Jogos Olímpicos entre patriarcado e elitismo
  » Conhecendo o Cerrado
  » 2ª Romaria do Cerrado
  » Campanha de Coleta de Assinaturas #Contra o Golpe #Fica Dilma #Avança Senaes
  » TRAJETORIA DA ECONOMIA SOLIDÁRIA E BANCO PIRE EM DOURADOS - MS
  » A dolorosa resistência dos Guarani Kaiowá
  » Violência contra guaranis no Brasil pode ser considerada uma crise humanitária
  » Sobre a Água
  » A crise é hídrica, não energética
  » Sobre a água: Sem drama. Sem sentido. Sem vida!
  » Plebiscito popular por reforma política é nesta semana
  » Reforma política: somar, não dividir!

1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - Próxima
Banco Pire 2020 - Rua Ramão Osório, N° 10 - Vila São Braz - Dourados - MS - CEP: 79843-250
Fone: (67) 3020-2504 / (67) 99657-2504 - E-mail: ammbancopire01@gmail.com