Economia Solidária
(08/11/2010)

A economia solidaria surgiu como forma alternativa para driblar o desemprego e a exclusão e exploração capitalista, fruto da organização de trabalhadores e trabalhadoras em busca da concretização e de vivências de novas relações econômicas e sociais, baseada na igualdade, na solidariedade e preservação do meio ambiente, com conteúdo e formas características opostas aos do capitalismo.
Essa organização se dá em forma de cooperativas, associações, redes de cooperação, clubes de troca e empresas autogestionárias. Maior que o desafio de organizar a economia solidaria é lidar com as dificuldades diárias de relacionamentos dentro dos empreendimentos, entender e por em prática os métodos de autogestão e entender que o crescimento financeiro deve vir acompanhado do crescimento político e social dos seus membros e que a grande diferença está em não acumular para si, mas partilhar entre todos o acumulo, e que não devemos pensar somente no individuo, mas na multidão. A economia solidária deve ser instrumento de transformação econômica e também social dos seus participantes, por isso a importância de participar das instâncias de decisão e partilha de conhecimento, como cursos, assembléias e cursos de autogestão.


Versão para impressão
    Sobre o autor
Lucimara Prado

Lucimara é integrante da ONG Mulheres em Movimentos e sempre acompanhou e acompanho os trabalhos de economia solidária.
Outros artigos

  » O que é uma Economia Solidária?
  » Comunhão com o povo de Brumadinho
  » NOTA DA CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS CATEQUISTAS FRANCISCANAS
  » Confie Sempre
  » Sementes de ontem, frutos de hoje, Sementes de hoje, frutos de amanhã!
  » Só de Sacanagem
  » Eleições 2018:Compromisso e Esperança
  » Economia Solidária como alternativa e crítica ao capitalismo
  » Os Jogos Olímpicos entre patriarcado e elitismo
  » Conhecendo o Cerrado
  » 2ª Romaria do Cerrado
  » Campanha de Coleta de Assinaturas #Contra o Golpe #Fica Dilma #Avança Senaes
  » TRAJETORIA DA ECONOMIA SOLIDÁRIA E BANCO PIRE EM DOURADOS - MS
  » A dolorosa resistência dos Guarani Kaiowá
  » Violência contra guaranis no Brasil pode ser considerada uma crise humanitária
  » Sobre a Água
  » A crise é hídrica, não energética
  » Sobre a água: Sem drama. Sem sentido. Sem vida!
  » Plebiscito popular por reforma política é nesta semana
  » Reforma política: somar, não dividir!

1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - Próxima
Banco Pire 2020 - Rua Ramão Osório, N° 10 - Vila São Braz - Dourados - MS - CEP: 79843-250
Fone: (67) 3020-2504 / (67) 99657-2504 - E-mail: ammbancopire01@gmail.com