Vida para o cerrado
(05 de agosto de 2011)

O Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social realizou na semana passada, em conjunto com a Comissão Pastoral da Terra, um Seminário sobre a relação entre Mudanças Climáticas e o bioma Cerrado. Com participantes dos estados em que há Cerrado, todos constataram que a destruição das condições naturais deste bioma continua avançando a passos largos. E com isso, as possibilidades de vida humana se tornam mais críticas já nos próximas décadas.

A pesquisa tem demonstrado que o Cerrado é um bioma antigo, com mais de 70 milhões de anos. Por causa da relativa pobreza de seu solo, a cobertura vegetal desenvolveu estratégias de vida únicas: para cada centímetro de sua exposição externa, criou um enraizamento de dois; para cada metro de presença na atmosfera, dois metros escondidos no solo. E com um enraizamento formado por muitas raízes, da tal forma que foi transformando o solo em um tipo de esponja, capaz de guardar água das chuvas, possibilitando que escorressem lentamente aos veios da terra, alimentando lençóis freáticos e aquíferos mesmo no período anual em que não chove; possibilitando que seja fornecedor gratuito de água para os demais biomas.
Como se sabe, a Terra é um organismo vivo e fonte de vida. Surge daí a pergunta: quais serão as respostas da Terra à ação humana que modificou, em pouco mais de 30 anos, em torno de 80% do que a Terra levou 70 milhões de anos para construir na forma de Cerrado?!
De algumas coisas já se tem notícias: córregos e até rios estão secando; a temperatura dá sinais de aquecimento; a imprevisão das chuvas aumenta; solos já parecem desertificados; a umidade do ar diminui. Mas a teimosa decisão dos proprietários, das empresas e dos políticos de tirar o máximo proveito do Cerrado para seu enriquecimento continua firme. Presos ao curto prazo e ao desejo de lucros e poder crescentes, estão cegos e surdos em relação aos sinais de que sua teimosia pode levar seus negócios e toda a população da região ao desastre. Ivo Poleto


    Outras notícias
  » 3ª feira do Cerrado
  » Manifestação da CNBB
  » Primeiro encontro da Rede de Economia Solidária
  » Incubadoras da UEMS e UFGD oferecem curso de Economia Solidária
  » VI Conferência Internacional de Pesquisas e Estudos sobre Economia Social e Solidária
  » Encontro de Planejamento e Novas Perspectivas para a Rede Brasileira de Bancos Comunitários O Banco Comunitário Digital e a Plataforma E-dinheiro
  » Rede Brasileira de Bancos Comunitários compra plataforma E-dinheiro
  » Inauguração da Central de Comercialização da Rede de Economia Solidária
  » Central de Comercialização da Rede de Economia Solidária da Cidade de Dourados
  » Audiência pública reúne mais de 300 representantes da economia solidária
  » Audiência Pública pelo avanço da Política Nacional de Economia Solidária
  » III Seminário Nacional dos Fundos Solidários
  » Texto Referencial - Preparação para o 3º Seminário Nacional de Fundos Solidários
  » Moeda Social Pira pire já encontra cadastrado na Moeda Eletrônica
  » Romaria do cerrado
  » Banco da Cascata e Banco Justa Troca em Porto Alegre
  » Campanha de Coleta de Assinaturas #Contra o Golpe #Fica Dilma #Avança Senaes
  » Reunião com Tecnica da Cáritas Brasileira
  » Curriculo
  » ONG Mulheres em Movimento tem Nova Coordenação

1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - 12 - 13 - Próxima
Banco Pire 2020 - Rua Ramão Osório, N° 10 - Vila São Braz - Dourados - MS - CEP: 79843-250
Fone: (67) 3020-2504 / (67) 99657-2504 - E-mail: ammbancopire01@gmail.com